UFRJ sedia encontro sobre patologia e reabilitação de edifícios

Publicado em: 10/06/2020 adminpiloti
Compartilhar:
UFRJ sedia encontro sobre patologia e reabilitação de edifícios
Depois de cinco edições realizadas em Portugal e Espanha, a 6ª Conferência sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios é realizada no RJA Escola Politécnica da UFRJ (Poli-UFRJ) é uma das organizadoras e está sediando a 6ª Conferência Sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios – PATORREB 2018, que acontece pela primeira vez na América Latina. Ontem, na abertura do encontro, o reitor da UFRJ, professor Roberto Leher, e a diretora da Poli-UFRJ, professoraCláudia Morgado deram as boas-vindas aos congressistas e realçaram o compromisso do trabalho conjunto com a Universidade do Porto (UP) e UniversitatPolitècnica de Catalunya, diante dos representantes das duas universidades estrangeiras.A conferência PATORREB 2018 pretende ampliar os conhecimentos em patologias e reabilitação de edifícios, trazendo o tema de manutenção e restauração como novidade. O objetivo é envolver os pesquisadores e autores da América Latina e Europa, em um grande intercâmbio técnico e científico.“É indispensável para o desenvolvimento das cidades o encontro de soluções aos problemas de degradação das construções e do entorno urbano. Precisamos de soluções inovadoras e investigativas, que permitam a reabilitação técnica e arquitetônica dos espaços edificados”, comenta o presidente da Comissão Organizadora, Eduardo Qualharini, professor titular daPoli-UFRJ.Durante três dias, os participantes do encontro, que vai até amanhã (6/4), têm uma programação intensa de sessões técnicas e plenárias e mesas-redondas, programadas por uma comissão científica formada por professores e pesquisadores de 22 universidades do Brasil, da Espanha e de Portugal. No total, serão apresentos mais de 80 trabalhos.A pauta do encontro foi dividia em três grandes temas: Patologia, Reabilitação e Manutenção e Restauração. Esses temas incluem apresentações de casos e discussões sobre patologias estruturais, técnicas de diagnóstico, reabilitação (retrofit) de benfeitorias urbanas, reabilitação de edifícios industriais, atualização tecnológica das construções, restauração do patrimônio histórico, sustentabilidade nas edificações revitalizadas, e recuperação e manutenção das áreas degradadas, entre outros.
03/04/18
Escola Politécnica da UFRJ